Investir no Brasil não é risco. É estratégico para qualquer montadora.

MerluzziOs sinais de recessão são evidentes, mas não é com choradeira e busca por incentivos anódinos que os setores produtivos atravessarão esse momento sem sofrer algum arranhão. É hora de mudar o discurso e enfrentar a realidade.

O Brasil vive um período de ajustes que deve durar até 2017. Falamos sobre isso desde o ano passado e agora devemos olhar para as coisas boas que podem fazer a reversão do quadro. Será que o Brasil só tem problemas? Claro que não. Então, vamos ressaltar também aquilo que pode fazer a diferença.

O agronegócio será o motor da retomada já a partir do próximo ano. O setor de máquinas agrícolas será o primeiro a reverter a curva negativa na indústria. Depois virão equipamentos de construção e caminhões.

Publiquei recentemente as previsões da MA8 para retomada do crescimento da China a partir de 2017. Os próximos anos trarão nova onda de expansão econômica mundial com outro ciclo de crescimento chinês e desta vez, com os EUA também em ascensão. Ver o artigo de junho: Prefiro os otimistas. Aliás, procuro por eles.

O mundo tem que se alimentar, com ou sem crise e o agronegócio brasileiro segue competente a cada dia. Mais de 35% dos postos de trabalho no Brasil estão diretamente relacionados ao agronegócio/agroindústria, que também responde por 42% do total das exportações do País e mais de 20% do PIB. Ou seja, em tempos de crise o agronegócio funciona como hedging para a economia. Há anos o setor agrícola é âncora do superávit na balança. Mais de 18% do total das exportações brasileiras se destinam a China, sendo que a metade deriva do agronegócio.

O Governo sinaliza respeito e reconhecimento ao agronegócio e será deste setor que virão primeiro as boas notícias. Investimentos, consumo e retomada industrial precisam de boas notícias para motivação. Ressaltar somente coisas negativas é automutilação.

As montadoras enfrentam hoje o ajuste cíclico da curva de crescimento por um longo período e isso deixa a todos em uma situação de alerta e angústia. O discurso sobre as incertezas no Brasil é compreensível, mas vejo elementos positivos para uma análise otimista, afinal, quantas crises vivemos nos últimos quarenta anos no setor automotivo?

Montadoras que estão presentes aqui há mais de 50 anos viveram altos e baixos na economia por diversas vezes e passaram por todas as crises. As empresas construíram parque circulante e grandes fundos de comércio. Ganharam dinheiro e perderam dinheiro. Há poucos anos se ganhava dinheiro no Brasil e perdia na Europa. Agora a situação inverteu, mas irá mudar novamente daqui a dois anos.

Existe uma pressão instantânea e pontual que todos os executivos sofrem. Se não der bons resultados, arrivederci, auf wiedersehen. É a regra do mundo corporativo. As montadoras não são entidades beneficentes.

Investirão no Brasil as empresas que tiverem competência para gerenciar as características locais, que não são novidade para ninguém. Será bem-sucedido quem fizer investimentos produtivos e não especulativos. Quem buscar resultados de curto prazo não terá sucesso.

Esteja o Brasil bem ou mal economicamente, a América Latina é uma região obrigatória para investimentos overseas e o Brasil continua sendo o maior país da América Latina. As montadoras precisam de escala para sobreviver e terão que investir na China, no México e no Brasil. Portanto, é preciso separar o planejamento estratégico da reação emocional.

Orlando Merluzzi – Julho/2015

2 Comments

  1. Parabéns, Orlando. É de mensagens como esta que estamos precisando pois afinal o Brasil não acabou… Nós que já vivemos muitas crises sabemos que esta não é a pior nem será a última. Grande abraço. Leonilson

  2. Os novatos tremem, mas já vivemos coisa pior! Hoje a situação ruim no setor automotivo está em comerciais e carros low-end, felizmente, pois se fosse generalizado aí a coisa ficaria muito feia! Mas a vida segue, o consumo cai, mas não desaparece, vence quem luta, vamos lutar!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s