Enriquecer é glorioso, mas alguns vão enriquecer primeiro – Deng Xiaoping

40 anos das reformas na China.

Neste gráfico da MA8 você tem muitos elementos da economia chinesa que influenciam sua vida aqui no Brasil.

Quando Xi Jinping falou, em 2013, que iria dobrar o PIB da China em dez anos ele sabia bem onde estava mirando. Ao assumir o poder, o PIB era US$ 9 trilhões. Hoje está acima de quatorze e vai chegar aos dezoito trilhões até 2022.

A China está comemorando 40 anos da reforma e o sucesso do socialismo de mercado (que só funciona lá) está descrito em três frases brilhantes de Deng Xiaoping:

“Enriquecer é glorioso”

“Alguns vão enriquecer primeiro”

“Os benefícios chegarão para todos”.

Quando Xi Jinping disse que a China não poderia mais crescer a taxa de dois dígitos ele sinalizou para um crescimento médio de 7% ao ano. Mesmo assim é um índice elevado.

No período de Hu Jintao o PIB chinês cresceu em média 11% ao ano, os famosos dois dígitos, mas sobre uma base, média, de US$ 3,5 trilhões/ano em valores correntes. Já no período de Xi Jinping, nos últimos cinco anos a média de crescimento foi 7% ao ano, sobre uma base corrente média de US$ 11,5 trilhões anuais. São mundos diferentes e dependendo da forma de análise referencial o país hoje cresce mais do que há dez anos.

A China será a maior economia do mundo até o final da próxima década. É o maior parceiro comercial do Brasil e a gestão desse relacionamento precisa ser diplomática, política, técnica, amigável e cultural. Acrescentar fatores ideológicos nessa equação pode resultar em um campo minado perigoso.

Alguns destaques:

  • As reservas externas da China estão se mantendo, há anos, acima de três trilhões de dólares, valor suficiente para controlar qualquer crise econômica. Esse montante é quase três vezes as reservas do Japão, seis vezes as reservas da Rússia e dezessete vezes as reservas do Reino Unido.
  • Há apenas vinte anos a China produzia 3% do setor automobilístico mundial e hoje sua produção de veículos representa 30% de tudo o que o mundo produz. As projeções da MA8 apontam para uma participação de 35% até o final da próxima década.
  • Os preços internacionais do minério de ferro são guiados pelas atividades econômicas da China e as cotações mais elevadas não se deram, necessariamente, quando o PIB chinês ultrapassou dois dígitos. Há outros fatores na nova matriz econômica implantada por Xi Jinping que farão o país enfrentar uma nova onda de expansão frenética nos próximos anos, mesmo com índices de crescimento ao redor de 7% ao ano.
  • As reformas, até aqui, foram um sucesso e nos últimos trinta e cinco anos a China tirou mais de 700 milhões de pessoas debaixo da linha da pobreza e as trouxe para uma nova realidade. Quem criticava a situação dos trabalhadores chineses nas décadas recentes, alegando trabalho desumano, não tem a menor ideia de como essas pessoas viviam antes de Jiang Zeming.

Em outro artigo mais detalhado, publicado em 6 de junho, falei sobre o “Made In China 2025”, um megaplano estratégico do governo que fará a China autossuficiente em tecnologia, o maior líder global em manufatura tecnológica. Não deixe de ler.

Em minhas palestras para o setor industrial e automotivo eu trago mais detalhes interessantes sobre a China, conhecendo o passado, entendendo o presente e projetando o futuro chinês na nossa economia e mercado. Como tudo isso vai impactar o seu negócio nos próximos anos.

Orlando Merluzzi

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s